12 dúvidas resolvidas sobre o bom uso do secador | Beleza

Buenos aires

Talvez não tenha o talento de edward Scissorhands, mas ainda estás a tempo de aprender os fundamentos básicos do estilo capilar e poder sair de uma contenda com o secador. Se você aprender o manuseio deste arma de construção em massa pode espaçar as viagens para o cabeleireiro. Aqui você tem 12 soluções DIY.

1. Por onde eu tenho que começar a secarme o cabelo?

Começa por aqueles pontos conflitantes (redemoinhos, nós…); lembre-se que dominar esses problemas terá difícil solução quando sua cabeça estiver totalmente seca. “Eu recomendo dar o ar da parte superior e ir descendo. Depois, incline a cabeça para baixo e repita a operação”, sugere Mamen Almela, cabeleireiro e co-fundadora do Green Hair Beauty.

2. Devo retirar a umidade do todo antes de entrar com o styling?

A regra geral é aconselhável remover um 80% mais ou menos com a toalha e com uma passada rápida secador de cabelo. “Se você tem cabelos muito cacheados, você pode usar um difusor, mas é importante que o cabelo não fique pingando“, diz Almela. Não te passes de secagem, pois esta ferramenta tende a ondular este tipo de cabelo. Por acaso, tenha perto um spray para rehidratarlo.

3. O que eu passo o pente enquanto eu aplicar calor ou melhor, eu uso os dedos?

Então estás bem, se você seguir esta premissa: “Desembaraça os fios com as mãos, enquanto você seca o cabelo. E levanta a raiz com o secador para dar volume”, aconselha Sara Jiménez, estilista capilar da Maison Eduardo Sánchez. Resumo: nou tomar o atalho de escovar o cabelo enquanto você secas, tenha paciência. Evitar danificar a fibra capilar e o seu cabelo vai agradecer.

4. Você realmente serve para alguma coisa o botão iônico?

Aqui a explicação científica: os secadores com esta funcionalidade gera íons negativos, que quebram as moléculas de água para secar o cabelo mais rápido e selar a cutícula. E Jiménez acrescenta: “Este botão é perfeito, principalmente, para o cabelo grosso, que está cheia de eletricidade estática. Com este elimina o frizz e dá-lhe um extra de brilho”.

5. Qual a escova ideal para o brushing?

Se você tem cabelo fino, escolha o clássico redondo com grande densidade de cerdas naturais. “De pêlo de javali –aponta Jiménez– lustra melhor esse cabelo e dar brilho.” Se tem a espessura, use uma escova mista, que mistura fibras sintéticas para maior aderência. “Eu, para o cabelo grosso, uso de escovas térmicas, porque tornam o cabelo mais fácil e não estraga tanto”. E agora que já tem a ferramenta certa, não se emoções e comece a esticar os fios, como se fossem borrachas de treinamento. Aplica a tensão justa e arraste o pincel com suavidade.

6. Você deverá usar uma mousse?

Se quiser um resultado profissional, sem dúvida. “O produto com sal é ideal para cabelos grossos, pois cria textura, forma e movimento. Em contrapartida, para dar volume aos manes escassas e lisas é melhor aplicar um mousse. Cabelos cacheados não precisa de nada disso”, afirma a especialista da Maison Eduardo Sánchez.

7. É realmente necessário usar um produto termoprotector antes de trabalhar o alisamento?

A lógica faz pensar que sim, mas, na realidade, a maioria dos produtos de tratamento já incorporam dimeticona ou ciclometicona em seus ingredientes; ou seja, silicones resistentes ao calor. Então, o que? Pois, neste caso, mais é melhor, como diz Jiménez: “Usar um protetor de calor específico é imprescindível para ter a listra a temperatura do secador, que desidrata e quebra o cabelo. Estas fórmulas ajudam, além disso, a repará-lo”.

8. Como faço para não fritar o cabelo?

Se mais de uma vez, faça cheiravam chamuscadela enquanto se faz o alisamento com o secador, não há eufemismos que passem a valer: simplesmente, o que você está fazendo muito mal (SOS, cabelo frito). Álex Aznar, estilista capilar e diretor de Dessange em Puerto Banús, nos dá a chave: “Podes usar a máxima temperatura que oferece o secador, mas sempre tendo o cuidado de não aproximar o bico a menos de três centímetros do cabelo!”.

9. De que forma eu apaño com a franja?

Saber manusear bem com esses pelitos de menor comprimento se colocará como uma especialista no domínio do brushing, mas isso exige longas jornadas de treinamento dirigido. Se você ainda não tiver feito isso, siga as recomendações do responsável do centro de Dessange: “É importante começar, no primeiro secagem, varrendo a franja de um lado para o outro. Primeiro o do lado para o que vai ladeado e quando estiver quase seco, fazer o brushing para o outro extremo. Para finalizar, penteie-o para baixo. E uma última coisa: a franja é conveniente utilizar escovas planas e largas, quadrados ou ovais, e o melhor de cerdas naturais“.

10. Se eu quero dar um ar ondulado, onde devo enrolar a escova?

Eterno dilema: começar de cima para baixo ou vice-versa. Aznar nos tira dúvidas: “da raiz às pontas sempre, porque assim se seguirá a direção natural das escamas do cabelo. E enrolando o cabelo a uma distância de cerca de quatro centímetros da raiz, o suficiente para não queimar o couro cabeludo. Se você gostaria de obter umas ondas naturais, quebradas, é importante deixar a ponta do fio de cabelo, sem enrolar, a cerca de cinco centímetros”.

11. O toque de mestre… ou talvez não?

Será que no final, eu orvalho com laca ou melhor não faço experimentos de que possa me arrepender? “Depende do cabelo de cada pessoa. Eu, normalmente, aplico um tratamento que contém óleo de rosa e damasco, que ajuda a manter o molde, ou uma tinta orgânica com aloe vera que hidrata o cabelo), goma arábica (que fixa sem ser pegajosa) e bergamota (que fortalece). O melhor é aplicá-los em primeiro nas mãos e organizar festas suavemente sobre o cabelo”, aponta Almela. Grande!, assim nós evitamos os resíduos e os tufos pegoteados que dão aquele aspecto típico de uma senhora de 70 anos.

12. Sonho com poder manter o penteado durante toda a semana. Posso?

O que eu tenho, um brushing perfeito, e AGORA QUERO QUE ME DURE! Com o que me custou chegar até aqui, eu vou fazer tudo o possível para não ter que voltar a fazer o músculo com a escova e o secador. Ocorre-me a seguinte estratégia: segunda-feira, faço bíceps e acho o estilo; terça-feira, evito pentear o cabelo e sair a correr para não me suje; quarta-feira, eu coloquei um pouco de sérum para dar vida ao penteado; quinta-feira (já perdida no rio), eu vou para o xampu seco; e sexta-feira, que não é outra que passar por água e shampoo. Yes, we can!… “Bem, não, não é possível. Com a vida que levamos é muito difícil manter o cabelo limpo (e, portanto, o penteado) toda a semana. É mais, convém lavá-lo a cada dois ou três dias”, conclui Almela. A minha alegria em um poço! Da próxima vez talvez peça encontro no salão de cabeleireiro.

Toda máquina

Você pode ter vontade e talento, mas se você não tiver a ferramenta certa, você não tem nada.

1. Como uma pro:‘Fashion Infrared”), Taurus (55 €). Sua tecnologia de calor infravermelho e o seu cabo de 2,5 metros facilitará muito o trabalho.

2. Adeus ao frizz: ‘Expertise Pro AC-CV9520’, de Rowenta (90 €). Sua função iónica neutraliza a eletricidade estática do cabelo e dá brilho.

3. O must have: ‘Supersonic’, de Dyson (399 €). É a novidade do ano em matéria de secadores. O Pesa pouco e quase não faz barulho!

4. Calor, o justo: ‘Pro Digital’, de Babyliss (159 €). Graças ao seu motor EC Digital, que oferece mais fluxo de ar, mas a 70 °C, em vez de 85 °C habituais, para não danificar a fibra capilar.

Deixe uma resposta