11 tipos de companheiras tóxicas que se pode encontrar no trabalho | Vida

O trabalho é o melhor cenário do que observar a grande personalidade feminina. Você tem colegas venenosos ou irritantes? Aprenda a reconhecê-las… e a lidar com elas.

1. A secretaria veterana

Como age. Observa seus movimentos, conheça seu histórico de trabalho (e sentimental!) e resopla se você não sabe preencher algum documento.

O seu ponto fraco. Esse chefe que sempre a chama de “Amparito” e diz que continua tão bonita.

Como lidar com ela. Nem te ocorra gruñirle! Siga os conselhos de Esther Martinez, psicóloga, coach e analista comportamental de Bordo Consulting: “É sistemática, maduro e tem medo de que critiquem seu trabalho. Fala-lhe com voz controlada, direta e amigável; não invadas o seu espaço e mírala os olhos”.

2. A companheira sem identidade

Como age. Você conta com detalhe dos detalhes de sua visita ao ginecologista e discute com seu namorado, a voz em grito por telefone.

O seu ponto fraco. Toda bocazas tem um grande segredo. Pode ser um amor escondido no escritório ou em uma paixão desenfreada pelo macramê. Se você descobrir, estará em suas mãos.

Como lidar com ela. Se você quiser evitar as suas letras, não lhe faças perguntas (nem mesmo “que tal o fim de semana?”). E ensaie várias frases de fuga (“podemos falar disso depois? Tenho que entregar um relatório em meia hora”).

3. A empantanada

Como age. Você tem muito trabalho? Ela mais. Você alocou um projeto difícil? O que tem ela é complejísimo. Não pode sair para tomar um café, ou ajudar, ou ir ao banheiro mesmo… Um bom dia se vai de férias e se toca aceitar o seu. E não era para tanto.

O seu ponto fraco. Sua covardia. Fala-lhe de um plano para expor suas queixas, aos chefes e entra em pânico.

Como lidar com ela. Não deixando que sofrer. “Se é feliz, pensando que seu trabalho é muito importante e engana, o que mais dá?”, diz o psicólogo Bertrand Regader.

4. A chefe colega

Como age. Ainda não superou o trauma da ascensão e quer sentir-se “mais um”. Insiste em tomar uma cerveja depois do trabalho e, se possível, critica a seus superiores, em tom confidencial.

O seu ponto fraco. Deseja manter-se os mexericos. Se quiser manter um pé dentro da firma, lánzale alguém de vez em quando.

Como lidar com ela. Mantenha os limites. “É uma chefe –diz Regader–, por mais que se apresente próxima e amigável. As funções em uma empresa desempenham um papel fundamental que, mais tarde ou mais cedo, sai para a luz. Cuidado com o excesso de simpatia e age com franqueza e profissionalismo”.

5. A princesa do café

Como age. Não se sabe muito bem quando trabalha, porque se toma tantos pausas que nem sequer estamos seguros de que o seu computador funcione. Sua principal atividade é inteirar-se de todos os rumores de escritório. E, ao menos nesse sentido, é competente.

O seu ponto fraco. Suas fontes são confiáveis, quando não inexistentes. Para foi contado oralmente como, fala-lhe como se fosse uma jornalista de investigação: “Você contou a ele mesmo?, você o viu alguém?”.

Como lidar com ela. Se quiser acompanhar os trending topics do trabalho, cinco minutos diários com ela lhe serão muito úteis, desde que não lhe conte nada pessoal. Em última instância, lembre-se que o bisbilhotice serve para avisá-lo das más práticas de certos companheiros, incentiva os mais preguiçosos, e cria laços emocionais entre os funcionários, segundo um estudo da Universidade de Amsterdã (Holanda).

6. A bolsista feliz

Como age. Está em-seu-sias-ma-da, com o trabalho e não pára de repetir. Leva um cuadernito em que toma notas, vos olha a todos com os olhos muito abertos e faz muitas perguntas. Você pode medir a sua síndrome do empregado queimado de acordo com o nível de irritação que te provoque.

O seu ponto fraco. ¡A Todos! Se a regañan, vai ao banheiro para chorar. Se mete a pata, se flagela durante horas gimoteando. Se você tem que pedir ajuda, se desespera. É uma bomba de hipersensibilidade sempre a ponto de explodir.

Como lidar com ela. Como faria com um filho adolescente, sabendo que passará. E que, quando isso acontecer, o lançarás fora de menos. “Os bolsistas trabalham praticamente em troca de nada e isso é difícil”, diz Regader. “Merecem nossa compreensão. Se queremos ajudá-los, podemos falar de forma próxima e explicar-lhes que talvez tenham que reduzir um pouco suas expectativas, sempre valorizando a sua vitalidade para não desmotivarles”.

7. A rainha do culto

Como age. Seu tupper do almoço só contém quinoa, açafrão e legumes orgânicos. Vai ao ginásio todos os dias, à mesma hora em que tu murmuras-lhe em seu despertar: “mais Cinco minutos”. Seu estilo de vida é tão cansado que algumas

pessoas têm que sentar-se nada mais vê-la.

O seu ponto fraco. Assimila mal o álcool. Leve de canas, e em duas horas você terá zampando gomas e batatas fritas.

Como lidar com ela. Trate-a como se fosse de outra raça e admite que tem um pouco de razão. No fundo, você sabe que você poderia tomar o pequeno-almoço algo mais saudável do que uma bebida refrescante, com bolhas e duas palmeiras de chocolate.

8. A aspirante a Lannister

Como age. Todos a temem mais do que a um nublado, porque tem um plano e que trabalha com ela sois peças no xadrez maquiavélico. Falta de compaixão, ou sentimento, e para a manipulando para conseguir seus propósitos. De fato, sua frase favorita é: “Essa gente não sabe quem sou eu”.

O seu ponto fraco. Por sorte, o verdadeiro gênio político escassa. Na realidade, e por muito que goste de pensar o contrário, tem mais de martin alegou que a data Greyjoy que de Tyrion Lannister.

Como lidar com ela. É fácil: “a Distância, a assertividade e prudência. Não há que fornecer mais informação do que o estritamente necessário”, recomenda Regader. Se passa, valoriza dar parte aos chefes.

9. A mãe adotiva

Como age. Traz biscoitos de seu povo, te explica como separar a roupa para lavar e, se te queixas do patrão, que lhe dá um sermão sobre a importância do pensamento positivo, segundo Paulo Coelho.

O seu ponto fraco. Leva anos sem pensar em si mesma. Se um dia você aparece com um croissant para ela porque você lembrou de que você gosta, você terá ganho o seu coração… para toda a vida.

Como lidar com ela. “Mostre interesse sincero, fornecendo garantias pessoais de seu apoio”, aconselha Esther Martinez.

10. A que tem uma vida

Como age. Para ela, o trabalho é o lugar onde recarregar seu celular. Suas redes sociais tintinean constantemente, retira-se com freqüência a um canto para falar em sussurros e conhece cada novo clube de moda em 20 quilômetros. Isso sim, entre as ressacas e as chamadas “fortes”, não é nada produtiva.

O seu ponto fraco. Você tem pânico de uma certa chefe; apenas uma.

Como lidar com ela. “Se você está fazendo com que outros façam horas extras, comunique de forma cauta a um chefe”, diz Regader.

11. A estrela em ascensão

Como age. Tem muito claro o que está aqui para subir da espuma. Leva seu trabalho muito a sério, domine a linguagem e se relaciona com as pessoas certas, tanto em horas de escritório como o afterwork. Asúmelo: em dois anos estará às suas ordens.

O seu ponto fraco. Às vezes, sente saudades do que era ser humana.

Como lidar com ela. Esse tipo de trabalhador é das piores. “Fala-lhe com voz segura, apoiando o seu discurso com dados e não invadas o seu espaço”, diz a especialista Diário Consulting.

MAIS: Como se destacar do rebanho no trabalho

Deixe uma resposta