10 dicas para um gaspacho delicioso (dicas e receita)

Atualizado el26 de junho de 2018, 09:38

Você está “cansado” de inventar novas saladas, mas a oferta dos mercados e sua saúde estão pedindo aos gritos que tome mais vegetais crus. Se você se sente assim mais de um dia, quando você estiver pensando em o que fazer para comer, o gaspacho é uma ótima opção.

A receita básica é: 1 kg de tomate, 1 pimentão verde, 1 pepino, 2 dentes de alho 3 colheres de sopa de azeite de oliva. Mas quais são as chaves para conseguir que seja saboroso e nutritivo ao máximo?

1. Use um bom tomate maduro

É o sabor que tem que reinar nesta preparação , e isso não só se consegue colocando mais quantidade deste ingrediente que qualquer outro: é fundamental que você escolha tomates bem vermelhos, maduros, mas mais vale rejeitar os que estejam um pouco “tocados”.

Lávalos bem, trocéalos e tritúralos com o resto de alimentos e se isso te incomoda encontrar restos de peles, é melhor passar por um passador chinês que bater insistentemente: bem humano vai engrossar.

2. Não exagere com pimenta

É um coquetel antioxidante e protetor… mas neste caso, convém usá-lo com moderação. Se você vai a mão, seu sabor dominará e, o que é pior, o gaspacho, tomará uma cor parduzco pouco atraente.

3. Rebate o gosto do alho, se quiser

Você gosta de adicioná-lo, mas às vezes você se sinta mal, se “transforma” ou não gosta de seus convidados.

Relacionado com este artigo

Legal

A melhor solução neste caso é pelarlos e escaldarlos em água fervente por cerca de 10 segundos antes de desfazê-los. Com este simples gesto, mantém o sabor e economiza suas “desvantagens”.

4. Se você adicionar pão, escúrrelo bem

Existem tantas receitas de gaspacho como pessoas, porque cada um dá o seu toque pessoal. Se você que adiciona um pouco de pão molhado com água e vinagre, estrújalo bem para que o gosto nal, e a textura, não é resientan.

5. Varia o seu sabor, com frutas

Melancia e morango são as que melhor se encaixam. Uma primeira opção é substituir o tomate por morangos. Outro, a combinar esses dois ingredientes com melancia (sem sementes). Em ambos os casos, o melhor é retirar o pepino.

6. Toma-o, tanto quanto você pode

Este tipo de preparações deverá comê-las no momento, ou, quando muito, ao cabo de algumas horas.

Relacionado com este artigo

NUTRIÇÃO

O máximo que “suporta” são dois dias de geladeira, já que com o tempo o tomate toma um gosto rançoso. Ao tirá-lo do refrigerador você terá que balançá-lo, porque você vai notar que a parte “sólida” foi separado da mais líquida. Se você tiver adicionado pão, não acontece tanto.

7. Transfórmalo na sopa

O gaspacho, tende a ter uma consistência muito líquida, mas se quisermos podemos transformá-lo em uma sopa fria. Para obtê-lo, adicione o óleo e tritura a mistura durante mais tempo. Deste modo conseguir que emulsione.

O resultado não só é mais espessa, também adquire um tom cor-de-rosa.

8. Ou em uma bebida refrescante

No verão precisamos de mais líquidos do que nos meses de menos calor. Se você adicionar água gelada a um gaspacho você ganha uma bebida especialmente clara, vitamínica e saborosa.

9. Inventa, mas sem assumir riscos

Em muitas ocasiões, se falamos úteis que são as ervas aromáticas para temperar os pratos.

Neste caso, porém, se transformar em uma arma de duplo modo. Adicionar o manjericão, por exemplo, subtração autenticidade ao gaspacho e transforma muito o seu sabor.

10. Um gaspacho o verde?

Se ainda assim você gosta de personalizar as suas receitas, e já fez os seus primeiros passos com os smoothies, o que te parece este gaspacho verde?

Tritura pepino, alho, aipo e espinafre com azeite e algumas gotas de vinagre.

Escolha os melhores ingredientes

  • Tomate. Enquanto estiver maduro, vai tudo bem, mas se costumam recomendar de pêra, muito carnudos e pouco ácidos. Isso sim, é importante que estejam suficientemente moles.
  • Vinagre e azeite. Para que não saiam de seu papel de coadjuvante, o vinagre que seja de Jerez ou branco; o azeite, que tenha personalidade, mas que não se imponha, como o de arbequina.
  • Pimentão e pepino. Escolha peças médias ou pequenas para permitir que seja o tomate maduro que brilhe.

Salmorejo, grosso e delicioso

  • Mais calórico. A base é mais simples, porém mais “energética”: 1 kg de tomate maduro, 200 g de pão, 250 ml de azeite de oliva (que podem ser menos), alho (ou médio) e sal. Com estes valores obtém cerca de 6 porções.
  • Com tropezones. Você pode incorporar os ingredientes que você mais gosta. Os tradicionais são presunto e ovo cozido picado. Mas também pode aumentar o lavagante, gambitas, queijo, bastoncitos de produtos hortícolas…
  • E um bom azeite. Não há dúvida de que a melhor opção é usar um azeite de oliva extra-virgem. Mas elígelo de uma variedade de “suave”; se é forte, por ter mais valor que o gaspacho, pode dar certo amargor. Bátelo tudo de bom para adquirir esse lindo cor alaranjada.

Deixe uma resposta