5 Alimentos que aceleram o metabolismo

Ovo

OvoNo geral, alimentos ricos em proteína, como o ovo, são ótimos em acelerar o metabolismo. Tudo isso devido o gasto calórico do alimento, ou seja, para metabolizar o alimento o corpo precisa gastar mais energia.

Além de ser um dos melhores alimentos que aceleram o metabolismo, o ovo é rico em luteína e zeaxantina, componentes que ajudam restringir o aparecimento de doenças, tais como degeneração macular.

Além disso, o ovo ajudam na construção e no desenvolvimento de ossos fortes. Eles são ricos em vitamina D. Essa vitamina ajuda na absorção do cálcio e na regulação no sangue.

Pimenta

A pimenta acelera o metabolismo por ser um alimento termogênico, com isso ela necessita de maior queima de energia para serem digeridos e, por isso, chegam a ser responsáveis por cerca de 10% do gasto total de energia, potencializando o emagrecimento e fazendo com que o corpo queime calorias mais rápido.

A pimenta é um excelente anti-inflamatório que ajuda a limitar a ação de neuropéptido, que é responsável por processos inflamatórios. A capsaicina presente na pimenta pode ajudar a restringir a doenças como a artrite.

Óleo de coco

Óleo de cocoO óleo de coco é um dos principais alimentos que toda mamãe sarada deve consumir, por ter propriedades termogênicas o alimento aumenta o trabalho do metabolismo. O óleo de coco é considerado de gorduras saciantes, pois te dá à sensação de que você não tem fome ou vontade de comer como quando você toma outras coisas.

O alimento também ajuda prevenir e tratar a diabetes devido o mesmo ajudar na regulação do açúcar no sangue. Além disso, as propriedades do óleo de coco faz com que você tenha mais energia durante o dia.

Gengibre

Muito usado em sucos detox, o gengibre possui substâncias termogênicas que faz o metabolismo ficar acelerado por mais tempo e favorece o emagrecimento e perca de gordura.

Outros benefícios do gengibre são combater enjoos, prevenção contra o câncer de próstata, redução do colesterol ruim, prevenir gripes e resfriados.

Vale destacar que o consumo de gengibre não é muito indicado para quem tem hipertireoidismo, sofre de enxaqueca, tem pressão alta ou problemas cardíacos. Gestantes, crianças e pacientes com doenças que provocam hemorragias também deve evitar seu consumo.

Canela

CanelaUm outro alimento com propriedades termogênicas é a canela. Ela promove o aumento da temperatura do seu corpo, com isso seu corpo precisa gastar mais energia para deixá-lo na temperatura normal.

A canela também ajuda a controlar a diabetes, pois melhora a utilização do açúcar e diminui a fadiga e melhorar o estado de ânimo porque aumenta a resistência ao stress. Além disso, a canela aumenta a libido, pois melhora a circulação sanguínea, aumentando a sensibilidade e o prazer, o que também favorece o contato sexual.

Leia isso: Alimentos cicatrizantes!

Compartilhe:

Alimentos que ajudam a Cicatrização

Alimentos cicatrizantesConsumir alimentos que ajudam a cicatrização são importantes na recuperação após uma cirurgia porque facilitam a formação do tecido que fecha as feridas e ajudam a diminuir a marca da cicatriz.

Para fins estéticos e problemas de saúde a cirurgia por muitas vezes é necessário. Cirurgia estética é um ramo da cirurgia plástica, orientado para a busca da perfeição das formas e não para melhorar funções ou tratar doenças.

Entre os indivíduos que recorrem a este tipo de cirurgia, está o desejo de melhorar a sua aparência. Um exemplo é a lipoaspiração que é a remoção da gordura localizada, indicada para pessoas que têm excesso de gordura em áreas específicas do corpo.

Outro tipo de cirurgia é a rinoplastia preço que é um tipo de cirurgia de nariz indicada para pessoas que não estão contente com o formato do nariz.

E certos alimentos ajudam na cicatrização dessas cirurgias, veja agora os tipos de alimentos.

Proteínas

A proteína é importante para quase todas as funções do corpo. E para a cicatrização da pele não é diferente. Consumir alimentos ricos em proteína ajuda na formação de tecido que vai ser necessário para fechar a ferida.

Só para constar, a proteína também é um importante nutriente contra a disfunção erétil.

Fontes de proteína:

  • Carne vermelha;

  • Peixe;

  • Frango;

  • Quinoa;

  • Aveia;

  • Ovo;

  • Leite;

  • Queijo;

  • Iogurte desnatado;

  • Presunto;

  • Peito de peru;

  • Tofu.

Ômega 3

Os alimentos ricos em ômega 3 reduzem a inflamação facilitando a cicatrização. Se você não sabe, o ômega 3 é um tipo de gordura poli-insaturada, muito benéfica ao organismo. É essencial, ou seja, o corpo não consegue produzi-la, devendo ser obtida por meio da alimentação ou de suplementos especializados.

Entre outros benefícios do ômega 3 é auxiliar no tratamento da depressão, ajudar a reduzir os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, promover a saúde cardiovascular e contribui para uma pele mais saudável.

Fontes de ômega 3 são peixes, sementes de linhaça, sementes de chia, nozes e algas marinhas.

Frutas cicatrizantes

As frutas são bem vindas em qualquer alimentação. E em uma dieta para cicatrização não é diferente. Frutas cicatrizantes são alimentos facilmente encontrados e que podem ser integrados ao cardápio diário sem muita dificuldade.

O limão por exemplo, ajuda a melhorar e aumentar a função do sistema imunológico, bem como dissolver a placa mucoide no trato digestivo e sistema circulatório.

Já o abacaxi é uma fruta ácida, rica em vitamina C e antioxidantes que ajudam na formação do tecido que fecha as feridas e também tem papel fundamental na redução das marcas que uma cicatriz pode gerar no corpo. Pode ser ingerida normalmente ou como sucos.

Outras frutas cicatrizantes são:

  • Caju;

  • Melancia;

  • Toranja;

  • Laranja;

  • Mamão;

  • Cereja;

  • Amora;

  • Morango;

  • Goiaba;

  • Ameixa;

  • Framboesa;

  • Kiwi.

Fonte desse artigo: http://saude.abril.com.br/alimentacao/cicatrizacao

Compartilhe:

Combatendo a disfunção erétil com alimentação

Impotência sexualA disfunção erétil (impotência sexual) está cada vez mais comum entre os Homens. As causas principais são os mau hábitos que veem desde cedo.

Muitos acreditam que a disfunção erétil é genética. Mais a verdade é que esse problema é devido a má alimentação junto com hábitos não saudáveis para o corpo, como o caso do consumo de bebida alcoólica, cigarro e a falta de exercícios físicos.

Ansiedade, depressão e estresse também são apenas alguns dos motivos para uma possível queda de libido ou de rendimento sexual. Com o passar do tempo e o envelhecimento inevitável do corpo a situação fica ainda mais complicada.

Porém, alguns alimentos e hábitos podem ajudar e muito a melhorar sua performance sexual. Quando se utiliza alimentos afrodisíacos, automaticamente aumenta-se a produção de hormônios sexuais e melhoram a circulação sanguínea, fazendo com que mais sangue chegue ao órgãos genitais, o que aumenta a sensibilidade na região e a duração do prazer.

Bebida em excesso

Todo mundo sabe que a bebida em excesso é prejudicial para todo o corpo e estimula o aparecimento de várias doenças e problemas de saúde, entre eles a impotência.

Tudo bem que a ingestão do álcool em doses moderadas estimula sexualmente o homem, fazendo com que os mais inibidos fiquem mais relaxados na hora da conquista. Mais o álcool interfere diretamente na função sexual masculina, podendo causar infertilidade por meio da atrofia das células produtoras de testosterona, levando a uma diminuição dos hormônios masculinos.

Por isso, beba moderadamente. Porquê além de fazer mal a sua saúde sexual, o álcool é responsável pela desinibição e liberação de comportamentos violentos e sexualmente agressivos.

Cigarro

Todos que fumam sabem que o cigarro carrega várias toxinas que fazem mal ao corpo trazendo inúmeros problemas. Entre eles a impotência sexual.

O cigarro é muito ligado a problemas cardiovasculares porque ele colabora no entupimento de artérias. Com o passar do tempo e o uso do cigarro, há o entupimento dos vasos do pênis, assim como os do coração, o que dificulta ou impede que o sangue chegue aos corpos cavernosos penianos. Sem esse bombeamento adequado de sangue, a ereção não ocorre ou ocorre de maneira ineficiente, levando à impotência.

Diversas pesquisas cientificas já mostraram que o tabagismo aumenta em 85% o risco de impotência sexual.

Suplementação

Existem muitos suplementos que combatem e previnem a disfunção erétil, entre eles estão:

Esses citados são apenas os mais conhecidos do mercado. Mas existem diversos suplementos alimentares que podem ser muito benéficos.

Mas um alerta: vários suplementos no mercado não fazem nenhum efeito positivo, alguns deles podem até ter efeitos negativos. Sendo assim é importante consultar um médico antes de colocar um suplemento na boca, porque ao invés de te ajudar, esse suplemento pode te atrapalhar ainda mais.

Alimentos afrodisíacos

Existem alguns alimentos afrodisíacos que quando consumidos dão um up na libido e melhoram a performance sexual.

alimentos afrodisíacosO zinco é um mineral necessário para a maturação do esperma e fertilização. Com isso, consumir alimentos ricos em zinco é fundamental para diminuir e combater a impotência.

Os alimentos ricos em zinco inclui: ostras, bife, peru, castanha de caju, frango, feijão, amendoim, espinafre, gema de ovo, sementes de linhaça e abóbora, lagosta, camarão, etc.

Além de ajudar ganhar massa muscular, a aveia e os cereais integrais são ótimos alimentos afrodisíacos, pois aumenta o nível de testosterona e do aminoácido L-arginina, que é um dos principais componentes dos tratamentos para a disfunção erétil.

As fibras encontradas nos vegetais e em suplementos alimentares como Green Lipo, também são ótimos para quem busca uma maior potência sexual.

O chocolate amargo também é um ótimo afrodisíaco, pois suas substâncias aumentam a produção de serotonina, hormônio responsável pelas sensações de prazer e felicidade. Quanto mais amargo for, melhor.

Chocolate quente com canela é uma ótima bebida afrodisíaca e remédio caseiro. A canela por sua vez,é um ótimo estimulante sexual porque possui propriedades medicinais normais que é considerada como um símbolo do amor de grande poder afrodisíaco.

Compartilhe:

Os 5 Melhores Alimentos Para Ganho de Massa Muscular

Saber como ganhar massa muscular não é nada difícil, qualquer pessoa pode criar sua própria dieta para ganhar massa muscular.

Um erro básico de quem está começando agora na musculação é achar que os exercícios é a parte principal no ganho de massa muscular. Porem, a alimentação é responsável por mais de 60% dos ganhos de massa magra em seu corpo.

Antes de você saber quais os melhores alimentos para ganho de massa muscular, é bom te informar que os suplementos alimentares podem ser um grande aliado nesse objetivo. Porem, o mais importante é colocar os suplementos alimentares como um complemento a sua alimentação e não trocar a sua refeição pelo suplemento.

Um que pode entrar em qualquer alimentação para ganho de massa muscular é o Somatodrol que é um suplemento natural que estimula o seu corpo a produzir mais testosterona. Aliás, esse é o motivo que o Somatodrol funciona mesmo, porque com seu corpo produzindo mais testosterona, que é o principal hormônio masculino, você terá um ganho maior de massa muscular, massa óssea e o crescimento de pelos no corpo.

5 Alimentos para ganhar massa muscular

Ovos

OvosUma das principais fontes de proteína são os ovos. Sem consumir ovo em sua alimentação, você provavelmente vai crescer com menos velocidade do que deveria.

A clara do ovo por exemplo, é riquíssima em albumina, uma proteína de origem animal que possui um ótimo aminograma e um alto valor biológico.

Dentro do estômago a albumina é quebrada em várias partículas de aminoácidos, que ficam a disposição para reconstruir ou construir qualquer célula do corpo. Esse processo de restauração muscular que causa o maior efeito prático para os praticantes de musculação.

Opte pelo ovo caipira, pois eles são mais ricos em vitamina B12 que é muito importante justamente pelo fato de ajudar na contração dos músculos e na diminuição dos níveis de gordura no corpo.

Peixes

O peixe em geral são ricos em ômega-3 que é uma gordura extremamente benéfica ao organismo da pessoa que pretende ganhar massa muscular, o ômega-3 ajuda na produção dos hormônios que aceleram o crescimento muscular.

Os peixes mais ricos em ômega-3 são o salmão, sardinha e atum. Portanto, coloque esses peixes em sua alimentação de ganho de massa muscular.

Carne magra

No geral, a carne magra é uma excelente fonte de proteína, zinco, ferro e vitaminas do complexo B. Ambos os nutrientes são fundamentais no crescimento muscular.

É fundamental alertar que a sua ingestão deve ser evitada por pessoas com taxas elevadas de ácido úrico, colesterol, indivíduos com problemas digestivos e complicações renais graves.

Por contrapartida, a carne vermelha é o único alimento de origem animal possuidor de vitamina B12, essencial para a memória e o aproveitamento do ferro no organismo, sendo também a sua melhor fonte.

Óleo de coco

Pouco se fala no óleo de coco na alimentação, principalmente na de ganho de massa muscular. Porem, é bom destacar que esse alimento é muito importante não só para quem deseja ganhar massa muscular, mais também para quem deseja manter o peso e até mesmo queimar gordura.

O motivo é que o óleo de coco é termogênico.

Estudos em algumas das maiores fontes de nutrição mundial apontam o óleo de coco como capaz de aumentar a queima de gordura e a utilização energética do corpo também em cerca de 30% ou mais.

Além disso, o óleo de coco pode ser o substituto do óleo de cozinha, o qual faz muito mal a saúde e está ligado a problemas de saúde como diabetes, AVC e obesidade.

Brócolis

O brócolis tem importante ação na recuperação muscular e na produção e liberação de hormônios.

Brócolis é rico tanto em fibras solúveis como insolúveis. Enquanto as fibras insolúveis farão o seu intestino funcionar melhor, as fibras solúveis possuem uma propriedade mais interessante.

As fibras solúveis se misturam com a água em nosso sistema digestivo e se transformam em uma substância parecida com um gel, o que desacelera a velocidade da digestão, isto diminui o índice glicêmico da refeição como um todo, reduz picos de insulina e tem vários efeitos metabólicos positivos.

Além disso, o brócolis é rico em vitamina C, K, B9, potássio, manganês e ferro.

Se você deseja saber melhor sobre esse assunto e deseja entender como montar sua própria dieta, veja esse vídeo:

Compartilhe:

Herpes: Como prevenir?

herpesO cuidado com a saúde é uma atividade essencial para que a pessoa tenha uma ótima qualidade de vida e possa ficar precavida quanto a futuros problemas de saúde.

Por mais que existem diversas informações disponíveis na internet, livros e outros meios científicos sempre ficam aquelas dúvidas sobre determinados problemas e quais seriam as suas possíveis causas, tratamentos e até mesmo a sua forma de contagio.

Um dos problemas que tem levantado grandes dúvidas é a respeito das doenças sexualmente transmissíveis e nesse caso quando se trata de herpes.

Veja a história da Isabela que sofreu com Herpes mais conseguiu se curar fazendo um tratamento.

O que é Herpes?

Herpes é uma DST (Doença sexualmente transmissível) que é causada pelos vírus HSV1 o qual causa a herpes labial e pelo vírus HSV2 que é em modo geral é o responsável pelo herpes genial.

Esse problema do herpes é algo bem complicado, já que na maioria dos casos ela acaba atacando os lábios e também os órgãos genitais causando dores e um certo constrangimento da pessoa que está infectada.

O que acaba complicando no caso dessa doença é que o vírus do herpes é bem contagioso e o período de um a dois dias após o contagio pode ser considerado o tempo mais perigoso, já que é a situação de maior risco para as pessoas que entram em contato com alguém infectado.

Leia Também:

O herpes não é transmitido apenas por relações sexuais entre pessoas como também pode acontecer por outras formas de contato ou contagio como talheres infectados, copos, objetos e até mesmo pelo beijo. Sendo que o contagio por objetos como talheres e copos seja algo menos frequente de ocorrer.

Forma de prevenção

herpes como tratarPor ser uma DST (doença sexualmente transmissível) existe um mito muito grande em relação a essa doença no sentido que o contagio só acontece por meio de relações sexuais sem segurança ou camisinha.

Como é uma doença que apresenta uma taxa de contagio e não apresenta uma forma especifica de cura a melhor arma contra essa doença é a prevenção. A principal forma de contrair essa infecção viral é por meio de relações sexuais sem camisinha.

Um dos grandes problemas dessa doença é que o contagio ocorre na maioria dos casos pelo contato com a saliva das pessoas que estejam infectadas como nos casos de contatos com copos infectados, talheres e até mesmo objetos pessoais também são formas de se pegar a doença.

As principais formas de prevenção a essa infecção são o uso de camisinha e evitar contato com pessoas que estejam com feridas abertas que possam indicar a presença desse problema.

Compartilhe: